Secretário de Alto Santo é preso no ceará por fraude ao Enem

PUBLICIDADE Apoios 1

A Polícia Federal realizou 11 prisões em todo o país por suspeita de fraude ao Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2016. Quatro destas prisões foram realizadas no Ceará, incluindo um gestor municipal. Antônio Diego Lima Rodrigues, de 34 anos, secretário de Saúde do município de Alto Santo, com 241 quilômetros de distância de Fortaleza, foi preso com um ponto de escuta no ouvido.

A prisão ocorreu neste domingo (6), em Fortaleza. Na ocasião, ele informou, durante depoimento às autoridades, que é secretário de Saúde. Antônio Diego responderá por crimes contra a fé pública, o patrimônio e a paz pública, dentre outros.

Segundo a Polícia Federal, a operação Embuste, realizada em diferentes estados do país, identificou que um candidato, que fazia prova em uma universidade da capital cearense, estaria fazendo uso de equipamentos eletrônicos presos ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos.

Prisões

As outras prisões realizadas no Ceará pela Polícia Federal aconteceram em Independência, onde uma candidata possuía um segundo celular na bolsa, com o gabarito, e em Juazeiro do Norte, onde uma candidata estava com o gabarito da prova escrito na roupa. A terceira prisão foi realizada pela Polícia Militar no município do Cedro, onde um candidato estava com um dispositivo eletrônico. De acordo com a PF, todos os quatro suspeitos continuam presos.

Investigação

A Polícia Federal deflagrou neste domingo duas operações para desarticular quadrilhas que pretendiam fraudar o Enem: além da Embuste, a Jogo Limpo.

As investigações tiveram o auxílio do Ministério Público Federal e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação (MEC).

Veja o Video:

PUBLICIDADE Apoio 2

Comentários

Comentários

Marcio Sousa

Radialista profissional há mais de 15 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *