Polícia captura envolvidos em chacina e apreende armas

PUBLICIDADE Apoios 1

Uma ação integrada das Polícias Civil e Militar resultou na captura de três envolvidos no quíntuplo homicídio, ocorrido na noite da última segunda-feira (20), além da apreensão de três armas utilizadas na ação criminosa e drogas. Conforme o diretor da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Leonardo Barreto, desde o dia do crime, equipes da especializada e da PM realizavam diligências no sentido de elucidar o fato.

Na tarde de ontem, os policiais militares do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foram checar a informação de que um dos envolvidos na ação estaria em um ônibus de uma funerária acompanhando o cortejo fúnebre de uma das vítimas da ação, seu irmão identificado com Alan Lima dos Santos, o “Irmão cruel”. Quando os policiais identificaram o ônibus e realizaram buscas, identificaram Francisco Alysson Lima dos Santos (22), vulgo “Barroso” ou “Maquinista”, que já responde por receptação. Ele confirmou que estava no local do crime e que atirou nas pessoas que invadiram o apartamento.

Continuando com as diligências, os policiais chegaram até os locais onde as armas estavam escondidas. Na residência de José Carlos Pereira da Silva, na Rua Mirtes Cordeiros, no Residencial Leonel Brisola, foram localizadas duas pistolas calibre 380. Já na residência de Flaviana de Assis Forte (23), foi localizado um revólver calibre 38. Os policiais descobriram ainda que próximo ao local onde ocorreu o crime e onde as armas estavam escondidas, Alysson guardava drogas.

No total, a Polícia apreendeu duas pistolas calibre 380, um revólver cal. 38, 28 munições, 25 trouxinhas de maconha prontas para comercialização, 411 gramas de maconha em um tijolo, duas balanças de precisão e cinco celulares. O trio e o material apreendido foram conduzidos para a sede da DHPP, onde os presos foram autuados em flagrante por organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo. Alysson também foi autuado por tráfico de drogas.

O crime

Os homicídios foram cometidos em um dos apartamentos de um conjunto habitacional, conhecido como “Leonel Brizola”, situado na Rua José Martins, no bairro Granja Lisboa, Área Integrada de Segurança 02 (AIS 02), em Fortaleza. Na ocorrência, quatro vítimas morreram e outras quatro foram socorridas para receberem atendimento médico, mas uma delas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

As vítimas fatais são Jefferson Nazario Gomes Oliveira de Carvalho (23), que respondia a dez procedimentos policiais por crimes como receptação, roubo, roubo de carga, porte ilegal de arma de fogo e crime de trânsito; Alan Lima dos Santos (20), que estava com um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas; Francisco Max da Silva Ângelo (19); Valdirene do Nascimento Ribeiro (21); e Leonardo de Sousa Lopes dos Santos (17) – estes três últimos não possuíam antecedentes criminais.

As investigações, que estão a cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apontam que o crime foi motivado por brigas entre grupos rivais, que atuam no tráfico de drogas na região. As diligências continuam no sentido de identificar e prender os demais envolvidos.

PUBLICIDADE Apoio 2

Comentários

Comentários

Marcio Sousa

Radialista profissional há mais de 15 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *