PDT quer as duas vagas para o Senado em 2018

PUBLICIDADE Apoios 1

O PDT já não esconde a escolha do espaço que pretende ocupar na disputa eleitoral de 2018 e mandou o recado aos aliados: quer as duas vagas em disputa para o Senado Federal.

O mandato dos senadores Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT), eleitos pela coligação articulada pelos Ferreira Gomes em 2010, termina no próximo ano e com o rompimento político entre eles, as duas vagas entraram no radar do PDT.

Apostas

O ex-governador Cid Gomes e o deputado federal André Figueiredo são as apostas da sigla para as vagas hoje ocupadas por Eunício e Pimentel.

Sobra a vice

Na composição com as legendas aliadas, a cabeça de chapa fica com Camilo Santana (PT) que deve disputar a reeleição e as demais legendas terão que reivindicar espaço, na composição majoritária, apenas para a vaga de vice-governador. Hoje, o cargo é ocupado pelo PDT com a vice-governadora Izolda Cela.

“Forte”

A justificativa é que legenda quer um “palanque forte” para dar peso, no Ceará, à candidatura do nome do ex-ministro Ciro Gomes à presidência da República. O PDT afina o discurso de união e, durante evento realizado no município de São Gonçalo do Amarante, lideranças do partido discutiram estratégias, defendendo que o Ceará precisa ser vitrine para disputa do ano que vem.

Plano

Além do esforço pela candidatura do ex-governador Ciro Gomes, a legenda tem planos de eleger dois senadores, 12 deputados estaduais e seis federais.

Discurso

Ciro Gomes explicou a atual situação nacional: “Nós pensamos diariamente no desemprego da sociedade brasileira, de um lado é a falta de oportunidade, do outro é a sujeira política nacional”, disse ele prometendo que “no dia que eu estiver no Governo, não vou negar nenhuma investigação contra mim, pois não tenho rabo preso”.

Em seguida, ele defendeu o nome de André Figueiredo ao Senado Federal. “Eu gostaria muito de votar no nosso líder estadual André Figueiredo para senador. Nós reunimos os valores necessários para mudar o Brasil, a solução é a revolta, a luta e a vitória”, disse Ciro. À imprensa, André Figueiredo tem minimizado a indicação, afirmando que a questão será discutida “no momento certo”.

Vitrine

Presente ao evento, o presidente nacional Lupi defendeu que o Ceará é o futuro do país e aproveitou para anunciar a chapa para 2018. “A escola dar educação, emprego, segurança e futuro. Qual a melhor solução? O Ceará é exemplo de educação para o Brasil, por isso, eu falo, a minha fórmula é Ciro presidente, Camilo governador e Cid e André senadores! Um projeto do Ceará para o Brasil!”, frisou ele.

Mais

Participaram do evento, além do presidente nacional da sigla Carlos Lupi; o candidato à presidência da república pelo partido, Ciro Gomes; o ex-governador Cid Gomes; o prefeito anfitrião Cláudio Pinho; o presidente da Assembléia Legislativa, Zezinho Albuquerque; os deputados federais Leônidas Cristino e Antonio Balhman, secretários estaduais, deputados estaduais, vereadores e aliados da região a Região Metropolitana de Fortaleza.

7º Encontro

O próximo Encontro Regional do PDT será realizado no dia 02 de setembro, em Banabuiú, reunindo municípios da região do Sertão Central do Estado.

PUBLICIDADE Apoio 2

Comentários

Comentários

Marcio Sousa

Radialista profissional há mais de 15 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *