Cid Gomes reconhece chance de retomar aliança com Eunício Oliveira

PUBLICIDADE Apoios 1

O ex-governador Cid Gomes (PDT) admite possibilidade de aliança com o adversário Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado, nas eleições de 2018. Segundo ele, tudo dependerá da “decisão” do governador Camilo Santana (PT). “Quem decide é ele (Camilo), e o que ele decidir estou para ajudar. Eu não sou de ficar criando dificuldades”, disse em encontro regional do PDT em Ipueiras no último sábado, 16.

Cid não confirmou, porém, a reaproximação. De acordo com ele, Camilo e Roberto Cláudio (PDT), prefeito de Fortaleza, teriam procurado Eunício para conversar sobre “viabilizar financiamentos” e que, nesse encontro, “pode ter havido alguma sondagem de parte a parte e isso está em processo”.

O grupo dos Ferreira Gomes já esteve no mesmo palanque de Eunício, mas rompeu em 2014, às vésperas da eleição para o Governo do Estado. De lá para cá, trocas de ataques foram frequentes, sobretudo entre o senador e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

Durante este tempo, também foram sucessivas as críticas de Eunício ao governo de Camilo. Já em 2017, o peemedebista se colocou como candidato de oposição ao cargo em 2018 várias vezes, em encontros do partido. No último mês, porém, evitou falar sobre o assunto e não negou negociações com os ex-aliados, afirmando que só falará de eleições no próximo ano. Camilo adotou mesma postura, afirmando que agora é tempo de “governar o Ceará”.

PUBLICIDADE Apoio 2

Comentários

Comentários

Marcio Sousa

Radialista profissional há mais de 15 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *