Apenas seis municípios são responsáveis por 60,9% do PIB do Ceará

PUBLICIDADE Apoios 1

Dos 184 municípios cearenses, apenas seis – Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Sobral, Juazeiro do Norte e Eusébio são responsáveis por uma participação de 60,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de 2015. Os dados estão no Ipece Informe n° 121 – Dezembro/2017, que acaba de ser disponibilizado pelo o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) do Estado.

Os quinze maiores municípios – Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Sobral, Juazeiro do Norte, Eusébio, São Gonçalo do Amarante, Aquiraz, Crato, Iguatu, Horizonte, Itapipoca, Aracati, Maranguape e Pacatuba – participam com 71,74% do PIB total cearense. Desses, nove municípios estão presentes na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) (61,69%), um na Região Metropolitana de Sobral (RMS) (3,12%), dois na Região Metropolitana do Cariri (RMC) (4,09%) e três localizados no interior do Estado (2,84%). No que se refere à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), esta respondeu por 63,2% do PIB cearense.

Os 15 municípios com menor PIB (2015) no Ceará, são: Granjeiro, Baixio, Pacujá, Senador Sá, Umari, Potiretama, Altaneira, Pires Ferreira, General Sampaio, Ererê, Arneiroz, Antonina do Norte, Guaramirança, Tarrafas e Itaiçaba

No que se refere aos municípios com menor PIB do estado do Ceará nota-se a elevada dependência da Administração Pública (APU), nas três esperas: municipal, estadual e federal, bem como do setor de Serviços. É nítido a fraca participação da atividade industrial nesses municípios, segundo o Documento, que foi elaborado pelos analistas de Políticas Públicas do Ipece Alexsandre Lira Cavalcante, Cleyber Nascimento de Medeiros, Nicolino Trompieri Neto, Witalo de Lima Paiva e Daniel Suliano, como também por Rogério Barbosa Soares, assessor Técnico.

O estudo destaca a elevada concentração da atividade produtiva do Estado nos municípios localizados na Região Metropolitana de Fortaleza, com a cidade de Fortaleza concentrando 43,93% do PIB estadual. E que esse município participou com 67,5 por cento da referida região, com forte concentração na atividade de serviços em torno de 66,5%. Já os 15 menores municípios participaram com apenas 0,5% do PIB estadual, com forte participação das atividades de Administração pública e de Serviços.

Por fim, o trabalho constata que que a grande maioria dos municípios cearenses, em torno de 72% deles, é ainda extremamente dependentes do setor público, mostrando uma carência de desenvolvimento impulsionado por outras formas de produção, em especial a indústria.

PUBLICIDADE Apoio 2

Comentários

Comentários

Marcio Sousa

Radialista profissional há mais de 15 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *